Textos




Espetada no galho
a folha balança, balança...
seduzida pela queda.
E eu, do meu aqui
a espio
cortejar o chão de paralelepípedos.


Observo-a espantado...
Por quê quer cair aquela folha, 
lançar-se ao vazio hostil?
Balança e balança,
vai e volta, volta e vai
pedindo em silêncio:
Me deixa ir!


Mas ou a brisa não é assaz forte
ou então é a árvore quem a retêm...
o suicídio prazeroso da folhinha
ficou para o proxímo outono
quiça no ano que vem.


Crédito da imagem: 
https://www.emojimeaning.com/pt/leaf-fluttering-in-wind
alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 12/04/2021


Comentários