Textos


Eu não enxergo nada faz muitos séculos,
amigos não vejo, muito menos namoradas,
sou um grego desapossado de filosofia
e nem mesmo a lanterna do tempo me alumia.
 
Minha cegueira é hostil à medicina
que ainda não sabe a cura para a renúncia
de olhar o mundo como querem nos mostrar...
 
É cegueira consciente, teimosa
que não dá descanso nem prosa
a quem dela pretenda duvidar.
 
Foi assim que me disse Diógenes
que jamais fez questão do Panteão...
Vai, Alexandre, vai ser destro na vida
E canhoto por convicção.

 
alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 07/05/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários