Textos


A súbita beleza
da sereia jamais anunciada...
ilha em mar de incertezas...
Reflete
no sorriso que convida, no corpo que anseia
o beijo do marinheiro que vagueia...
 
E é pelo encanto que o canto
alcança os ouvidos por oceanos treinados
e, ainda assim, reinventa tempestades...
o desejo que explica o mito do tempo
a pele ardente que diz vida além de toda idade.
 
A mulher que me sequestra a atenção
de tão longe me acena fantasias...
Desejo-a, em sonho renovado,
ao longo de todas as noites e dias...

 
alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 27/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários