Textos


A estrela lá no alto
Dependurada ao pé da lua
Olha para mim e me vê...
Andando pelos becos e praças
A estrela pequenina sabe
O que fiz e o que quero fazer.

Mas alguém diga a esta estrela
Que deixe de lado esta mania
De querer saber quem sou
Adivinhar minhas alegrias...

Pois é tão breve este ser contente
Que decepcionaria a quase eternidade
Desta estrelinha brilhante...
Melhor fulgir noutra cidade
Ou virar estrela cadente.

Mas não é que ela persiste
Fitando-me como se eu fosse fugir?
Boa estrela, não perca seu sono
Estou e estarei aqui
Eis que não sou cometa
E não tenho para onde ir.

 
alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 06/03/2015
Alterado em 29/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo - www.alexandregazineo.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários