Textos


Da janela, o Mercado resplandece
Na ainda Noite renascentista
É Natal em algum lugar
Mas em Florença o tempo magnânimo
Desliza pelas datas, rio tranquilo
A eternidade nunca tem pressa.

As luzes de Florença
Pedaços da alma atenta
De Michelangelo ciumento
Da sua cidade, dele somente

Pietà,
Mestre maior
Nos entenda e abraçe
Pois o que seria de nós
Sem Florença a nos sussurar mistérios?

Meu filho
David esculpido em amor
Dorme o sono de seus dois anos
Cristalinos
É um anjo, uma benção?
Não!
É só o meu Deus Menino.

E em seu rostinho branco
As luzes de Florença dançam
Bailando amanhãs...
É Natal no mundo inteiro
E em Florença também.



 

alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 30/12/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários