Textos


Para Claudia Garcia

Quando estiveres na Quinta Avewnida
Estejas comigo
Concede-me pelo teu olhar vagueante
O prazer sempre inaudito de viajar.

Sou bem como és, da mesma espécie
Forjados em matéria prima singular
Portanto, quando andares pela Quinta Avenida
Estende-me a tua mão, leva-me a caminhar.

Ficarei feliz pela sutileza da lembrança
Por ter ido sem ter que estar
Materialmente unido à tua presença
Estarei contigo onde quer que você vá.

 

alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 17/08/2012
Alterado em 29/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo e o site www.alexandregazineo.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários