Textos


Não adianta remendar o lençol
Porque o frio está demais 
Indomado
Cortando que nem faca
Sangrando
Aquela lembrança boa de você.
 
Difícil mesmo é parir amanhãs
Quando o hoje virou sementinha de feijão
Não há mais jeito de dividirmos
Sorrisos
Carinhos
Emoção.

 
Assim vou mudar de endereço
Antes que me tranquem em um museu
Pode ficar com o que lhe parecer vivo
Nesta deserta imprecisão...
 
Que eu já não quero mais nada
A não ser meu coração!

alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 05/06/2012
Alterado em 28/05/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo e o site www.alexandregazineo.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários