Textos



O trem passou cedinho, cortando a madrugada,
Engatinhando quieto, criança assustada,
Pela paisagem desse sonho
Cinema sob pálpebras cerradas.
 
Ninguém na estação chamou meu nome
Lembrou que eu fosse esperado viajante...
O trem passou e soprou enganos...
Na fuligem negra que esconde o sempre.
 
O trem que passou, passou incólume
Anjo que ilumina as trevas do descaso...
Ninguém tocou minha alma adormecida
Neste sono de outonos e ocasos.
 
E o trem, que o tempo leva embora,
Aos viajantes que aguardam adiante...
Nem sempre volta, ave inconstante,
À estação que envelhece e espera...
 
Quando eu despertar, talvez nem a cidade
Que me viu nascer neste mundo de espelho
Sobreviva sob o sol da lembrança...
 
O trem que passou, segue e desaparece...
 No horizonte, senhor da estrada...
Dançando sobre os trilhos, embala
O sono da minha vida adiada.
O trem passou cedinho, cortando a madrugada,
Engatinhando quieto, criança assustada,
Pela paisagem desse sonho
Cinema sob pálpebras cerradas.
 
Ninguém na estação chamou meu nome
Lembrou que eu fosse esperado viajante...
O trem passou e soprou enganos...
Na fuligem negra que esconde o sempre.
 
O trem que passou, passou incólume
Anjo que ilumina as trevas do descaso...
Ninguém tocou minha alma adormecida
Neste sono de outonos e ocasos.
 
E o trem, que o tempo leva embora,
Aos viajantes que aguardam adiante...
Nem sempre volta, ave inconstante,
À estação que envelhece e espera...
 
Quando eu despertar, talvez nem a cidade
Que me viu nascer neste mundo de espelho
Sobreviva sob o sol da lembrança...
 
O trem que passou, segue e desaparece...
No horizonte, senhor da estrada...
Dançando sobre os trilhos, embala
O sono da minha vida adiada.

alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 16/04/2010
Alterado em 14/01/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários