Textos



Eu até queria te ver...
Nesta tarde de verão desenhada
Senhora do pôr-do-sol que me incendeia.

Mas não te vejo, estás desaparecida
Apenas sinto entre os dedos
A sombra indecisa de teu ser
Relembrado
Estou triste, até cansado.

Eu queria te ver na folha de papel
Tornada poesia possível
Riso torto de torta alegria.

Mas tu roubaste-me a poesia
Bem quando teus olhos deixaram de me ver
E enquanto passas, navio sem porto
Aceno do cais a saudade de não te ter.

alexandre gazineo
Enviado por alexandre gazineo em 11/03/2010
Alterado em 14/01/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre Gazineo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários